APLICANDO A BA-IACC VIA TELEPSICOLOGIA E TELEMEDICINA

 

O manual BA-IACC pode ser aplicado remotamente, conforme recomendações das melhores práticas em telepsicologia e telemedicina. A aplicação remota da BA-IACC se justifica com populações que residem em locais geograficamente distantes, em que o acesso aos serviços e profissionais de saúde treinados é mais escasso, ou com populações vulneráveis em momentos emergenciais de crise, como nas pandemias (como é o caso da Covid 19) e nos desastres naturais. 

 

A experiência humana mostra que a epidemia causa impactos marcantes em cearas econômicas, psicossociais e políticas, exigindo esforços e recursos dos sistemas nacionais de saúde pública. E esses impactos exercem marcado efeito sobre a saúde mental, e perduram para muito tempo após passada a epidemia, com mostraram as experiências com o HIV, o Ebola, a Zika ou o H1N1 (Tucci et al., 2017). Nesse sentido muitos têm sido os desafios. 

 

AS CONSEQUÊNCIAS DA PANDEMIA SÃO INÚMERAS 

 

Elas provocam a desorganização da economia e das finanças familiares, a dificuldade de acesso a serviços e insumos, o afastamento social de familiares e amigos, a preocupação com os familiares contaminados (muitos pertencentes aos grupos de risco), a insegurança advinda do bombardeio de notícias catastróficas, somente para citar algumas. 

 

Todas essas consequências que incidem sobre o comportamento humano, e que causam sofrimento psicológico, podem ser classificadas como fatores psicossociais - um termo mais ubíquo em saúde mental. E sob o prisma de análise funcional entendemos que são contingências aversivas por diminuírem as respostas contingentes ao reforçamento positivo. Elas podem levar a pessoa a desenvolver episódios de ansiedade e depressão, além de outros transtornos. 

 

Na pandemia muitos dos fatores que podem levar a intensificação da gravidade do episódio depressivo atual, ou ao desenvolvimento do transtorno, são os problemas complexos relacionados ao enfretamento do controle aversivo que interfere com as taxas de respostas contingentes ao reforçamento positivo. De nada adiantaria, portanto, aumentar as atividades simples, como o engajamento em conversas com amigos ao telefone, prática online guiada de atividades físicas, ou mesmo o entretenimento com filmes e séries, se o que impacta o cliente é a falta de dinheiro após o desemprego, ou a preocupação com a saúde de um ente querido que foi contaminado. Questões de sobrevivência se tornam mais proeminentes, e exigem o desenvolvimento de um repertório de enfrentamento muito mais complexo.

 

A resolução desses problemas se torna estrategicamente importante, sendo fundamental para que o cliente consiga mesmo sair do quadro de anedonia e desamparo em que se encontra. 

 

Punição, incontrolabilidade de eventos aversivos e extinção operante definem extensa parte dos controles aversivos que necessitarão serem analisados em ordem do terapeuta aplicar as intervenções de nosso manual que se farão clinicamente úteis. Abordamos com profundida esses os contextos aversivos no manual BA-IACC. 

 

PROBLEMAS DA PANDEMIA QUE SÃO PRIORIDADE CLÍNICA PARA O TRATAMENTO DA DEPRESSÃO

 

No contexto social da Covid 19 vemos punição acontecendo a todo instante em medidas governamentais e empresariais austeras que incidem sobre o comportamento do cidadão, seja ele pobre ou rico. Vemos conflitos interpessoais na família enclausurada em quarentena, onde antigos problemas acabam se acentuando com a convivência estendida tão próxima. Vemos incontrolabilidade nos mecanismos de contágio e no acometimento de membros familiares, no anúncio da morte eminente que ocorre muitas vezes de forma inevitável. Vemos extinção operante no luto de pessoas que choram seus entes que se foram, ou mesmo nas atividades de lazer e/ou trabalho agora distantes. Encontramos desorganização do sono, desespero e infelizmente, suicídio (Maunder et al., 2003; Xiang et al., 2020) 

 

Entendemos que fazer enriquecimento simples de agenda seja um componente importante, porém coadjuvante em uma proposta de BA que se diga séria e consistente com o enfretamento desses desafios da pandemia. 

 

Desenvolvido por Paulo Abreu